‘Vaquinha’ ajuda a decolar projeto de alunos de engenharia da Unicamp

‘Vaquinha’ ajuda a decolar projeto de alunos de engenharia da Unicamp

Um grupo de estudantes de engenharia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) está de malas prontas para representar a universidade em uma competição internacional de aeromodelismo – a SAE AeroDesign East, na Flórida, Estados Unidos, em abril. A Urubus AeroDesign tem menos de dois meses para fazer o protótipo e arrecadar cerca de R$ 80 mil para cobrir os custos da construção e da viagem.

Para isso, foi criado um crowdfunding – um financiamento coletivo online – que busca arrecadar, ao menos, parte do valor para a construção do aeromodelo, cerca de R$ 3 mil. Segundo o capitão da equipe, Taner Cuginotti Junior, a ideia do financiamento veio de outros anos, como em 2015, quando o grupo arrecadou R$ 2 mil.

“Buscamos encontrar pessoas que se interessem pela aeronáutica e apoiem o desenvolvimento da engenharia como um todo”, explica Cuginotti Junior, que também ressalta que o método de arrecadação de dinheiro é bastante utilizado em outras equipes.

O time busca ainda arrecadar o restante do dinheiro, que cobriria os gastos com a viagem e a hospedagem, através de patrocínios.
Buscamos encontrar pessoas que se interessem pela aeronáutica e apoiem o desenvolvimento da engenharia como um todo”
Taner Cuginotti Junior, capitão da equipe

Além do dinheiro, outra forma de apoio muito importante, segundo Cuginotti Junior, é o trabalho voluntário na oficina. “São serviços como cortar peças, usinagem. Mão-de-obra mesmo”, detalha.

Aqueles que quiserem se voluntariar podem entrar em contato através da página da equipe Urubus nas redes sociais.

Veterana
A equipe existe desde 1999 como atividade extracurricular voltada aos estudantes das engenharias, interessados por aeronáutica e aeromodelismo. Sob supervisão de um professor, o grupo de 25 alunos participa todos os anos da etapa brasileira da competição, em São José dos Campos (SP).

Em 2016, a Urubus conquistou o 2º lugar na categoria regular, o que deu direito à participação na competição internacional. Será a terceira vez e ela irá apresentar um projeto de avião com dois compartimentos de carga no mesmo plano com até 25kg e motor elétrico, suportando sete vezes o seu próprio peso.

Mas, a equipe já participou das etapas nacionais em outros anos, inclusive vencendo em 2014, construindo aviões capazes de suportar até 20 vezes o seu próprio peso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *